• Início
  • Política
  • Programa eleitoral de Bolsonaro na TV acusa PT de levar país “à beira do abismo”
Política

Programa eleitoral de Bolsonaro na TV acusa PT de levar país “à beira do abismo”

O primeiro programa do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, no horário eleitoral de TV para o segundo turno acusou o PT de levar o país à beira do abismo.

Na retomada do horário eleitoral na televisão depois do primeiro turno, nesta sexta-feira, os candidatos tiveram o mesmo tempo —5 minutos cada— para apresentar suas propagandas, ao contrário do primeiro turno, em que o tempo era determinado de acordo com as bancadas dos partidos que compunham as coligações. Bolsonaro tinha apenas 8 segundos, enquanto Haddad contava com 2 minutos e 23 segundos.

O programa de Bolsonaro acusou o PT de ter levado país a sua “maior crise ética, moral e financeira da história” durante seus 13 anos de governo, afirmando que o país se encontra “à beira de um abismo” e fazendo uma relação com a crise atravessada pela Venezuela.

“A corrupção é uma chaga, a violência assusta as nossas famílias, e o desemprego tira a esperança de milhões de brasileiros, como na Venezuela, tão admirada por Lula, Dilma e Haddad”, disse um narrador. “Fizeram de Brasília um balcão de negócios e muitos deles já estão presos.”

Bolsonaro, que foi alvo de protestos do movimento liderado por mulheres #EleNão durante o primeiro turno, apareceu no programa emocionado ao comentar o nascimento de sua filha caçula, a primeira mulher após quatro homens, o que disse ter mudado sua vida.

O programa do candidato do PSL também lembrou a facada sofrida por Bolsonaro durante ato de campanha no mês passado em Juiz de Fora (MG), que tem mantido o candidato afastado de atos de campanha por recomendação médica.

Notícias Relacionadas

Lula terá que devolver R$ 20 milhões ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha

Redação

Candidato ao senado Coronel Lacerda (PPL) cumpre agenda de campanha em Itabira-MG

Redação

PF encontra extratos bancários que podem mudar investigação do ‘caso Bolsonaro’

Redação

Comentários no Facebook

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais