• Início
  • Cidade
  • Diretoria da AADVOG divulga nota de repúdio sobre artigo publicado no Jornal Tribuna Jurídica
Cidade Governador Valadares

Diretoria da AADVOG divulga nota de repúdio sobre artigo publicado no Jornal Tribuna Jurídica

A AADVOG vem por sua Diretoria e seus Conselhos repudiar de forma veemente o artigo publicado no “Jornal Tribuna Jurídica ” edição 106 mês de agosto, intitulado: 30 motivos que a mulher tem para namorar um Advogado Valadarense”.

A preconceituosa matéria para celebrar o dia da Advocacia, é causa de vergonha para todos nós advogados e Advogadas e vai na contramão do atual contexto de luta contra a desigualdade de gênero, em que cada dia mais as instituições públicas e privadas estão em busca de soluções conjuntas para que nenhuma mulher sofra qualquer tipo de violência ou discriminação pelo fato de ser mulher.
Cediço é que o machismo, a misoginia, a homofobia e diversas discriminações, podem se manifestar de diferentes formas, inclusive por comportamentos que, para alguns, não passam de “brincadeiras”, mas que, na verdade, são a mais pura manifestação do preconceito. Não tem graça.
O intuito dessas piadas é, pura e simplesmente, ridicularizar comportamentos tidos como femininos, ou seja, ridicularizar as mulheres. Essa categoria, apesar de parecer light, justifica atitudes paternalistas de menosprezo e desqualificação ao reforçar estereótipos que estão longe de ser verdade para muitas, senão a maioria. Naturalizar o desrespeito através da ridicularização. E o desrespeito simbólico é o primeiro passo para a violência real.
As estatísticas são alarmantes e nos levam a uma profunda reflexão sobre a necessidade de uma mudança urgente da cultura machista e patriarcalista em que nossa sociedade ainda está, infelizmente, inserida. O texto além de ser pobre em conteúdo remete a Classe dos Advogados ao abismo do machismo e homofobia e apregoa de forma velada a violência contra as mulheres. Além de ridículo, o referido texto coloca a figura da mulher abaixo da do homem, interesseira e sem nenhum tipo de pudor. Continuando ainda a sua tese preconceituosa e vulgar, o texto remete a imagem da mulher aos tempos da idade média. Não bastasse, ainda coloca a profissão de advogado aliada a outras demais profissoes, como a de corretor de imóveis, o que não é permitido pelo nosso Estatuto. Desta forma a AADVOG não compactua com esse tipo de reportagem que tenta expor os profissionais do Direito numa situação vexatória perante seus clientes e a comunidade em geral. Aconselha e pede aos seus associados que não participem seja com entrevistas ou anuncio no referido Jornal. Que dará todo o apoio jurídico que se fizer necessário aos seus associados e associadas que se sentiram ofendidas em sua dignidade e desde já, requer ao Jornal Tribuna Jurídica a devida Retratação, sob pena de responder judicialmente.

Diretoria e Conselhos- AADVOG

 

Notícias Relacionadas

Adolescente de 15 anos é morto a tiros no Bairro Bela Vista, Valadares

Redação

Homem é baleado e morto no bairro Turmalina em GV

Redação

Goleiros formados pelo Filadélfia em GV são convocados para categorias de base da Seleção Brasileira

Redação

Comentários no Facebook

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais